Meu INSS: Como consultar online

Precisa acessar a sua pagina do Meu INSS no site da previdência, mas ainda não sabe como?

Então você está no post certo.

Aqui iremos falar tudo o que você precisa saber e como acessa-lo.

Sem meias delongas.

Vamos lá?

O que é o Meu INSS?

O Meu INSS é uma plataforma online que serve como central de atendimento para quem é segurado do INSS.

Meu INSS

Através desse serviço, você consegue acessar informações, agendar e fazer consultas.

Com isso, você consegue ter acesso a todo o seu histórico de trabalho, contribuições com a previdência, empresas em que trabalhou e os períodos.

Para conseguir acessar essa página, basta realizar um cadastro na própria plataforma online.

Depois disso, o acesso é garantido através de um login, ou nome de usuário, e senha.

Consultar MEU INSS

É bastante simples caso o segurado da Previdência Social deseje realizar uma consulta junto ao Meu INSS.

Nele você poderá consultar diversos benefícios, como sua aposentadoria por invalidez ou seu pedido de auxílio-doença.

O procedimento para realizar a consulta é bastante simples, basta seguir nosso guia passo-a-passo, que você poderá fazer todos os procedimentos sem sair de casa.

  1. Primeiramente você deve entrar no site do MEU INSS: https://meu.inss.gov.br/central/index.html#/meu inss
  2. Em seguida você deve ir no menu à esquerda e seleciona o que deseja fazer. Como por exemplo: “Carta de Concessão”.
  3. Se você já é cadastrado, basta colocar seu login e senha. Caso contrário, vá para a etapa 4.
  4. Se você ainda não tem cadastro junto ao MEU INSS, você deve ir até o final da página e clicar em cadastrar-se
  5. Após realizar o cadastro, você precisará responder uma série de perguntas sobre seus benefícios. Por isso é importante que você tenha todos os documentos em mãos, caso contrário você terá que ir diretamente ao posto de atendimento do INSS.
  6. Após o cadastro, você deve modificar a senha salva para uma segura.
  7. Pronto! Agora você pode fazer o login, voltando para o passo 2.

Caso tenha algum problema, você sempre pode ligar 135 e falar diretamente com um atendente que ajudará você no processo de cadastro e consulta do sistema de atendimento.

Serviços disponibilizados no Meu INSS

Através do site do Meu INSS você pode pedir serviços específicos e garantir maior comodidade e facilidade na hora de tirar suas dúvidas.

Meu INSS

Por isso, saiba quais serviços podem ser solicitados através do sistema online.

Meu INSS

 

Ao clicar em algum dos serviços e benefício, a plataforma buscar formas de gerar o benefício automaticamente.

Porém, se naquele instante não for possível, você consegue agendar na página online para fazer a solicitação.

Os extratos permitem que você saiba se a empresa na qual trabalha estão fazendo a contribuição e recolhendo os valores corretos daquilo que recebe.

Além disso, esses documentos servem como comprovação da contribuição junto a previdência e quanto falta para que você consiga sua aposentadoria.

Novidades do Sistema da Previdência

Existem algumas informações que podem passar despercebidas e, podem ou não, serem importante para você.

Por isso, é preciso prestar atenção em todos os papéis que recebe ou naquilo que dizem sobre a contribuição da Previdência Social.

Então, preste atenção nessas informações que talvez você ainda não saiba sobre o INSS.

Tipos de trabalhos:

Também chamada de atividades especiais, existem alguns trabalhos que podem significar perigos para a sua vida ou saúde.

Consultar Meu INSS

Serviços conhecidos como insalubres ou de periculosidade seguem um tempo diferente quando a questão é aposentadoria.

Isso porque, esses trabalhos diminuem o tempo tido como base para a aposentadoria.

Nessa regra, homens conseguem diminuir até 40% e mulheres 20%.

Um homem que trabalha em local insalubre por 10 anos, tem um aumento de 4 anos nessa proporção.

Isso quer dizer que, ao invés de 10 anos, o tempo de trabalho vale 14 anos.

Anos de trabalho sem registro

Com o intuito de reduzir os impostos, algumas empresas preferem não registra o funcionário na carteira.

O resultado disso, é que o empregado pode receber um pouco mais por mês, já que ele recebe o valor bruto por aquilo que trabalhou.

O problema aparece na hora de buscar pela aposentadoria.

A Previdência pede que o trabalhador apresente um determinado número de meses em que contribuiu com o INSS e, trabalhando sem carteira assinada, pode fazer com que esse número não seja alcançado.

Meu INSS
Não fique confuso! Vamos explicar tudo sobre seus benefícios do INSS.

Porém existe uma regra em que o trabalhador não pode ser prejudicado por uma ação da empresa.

Isso quer dizer que, se o trabalho não foi registrado porque a empresa não pagou o INSS, o empregado ainda tem direito a aquele período.

Para isso, é preciso que você comprove de alguma forma que, durante aquele período sem registro, você de fato trabalhou.

Dessa forma, é possível comprovar esse período de trabalho com:

  • Holerites;
  • Pontos ou fichas de horários;
  • Registro de empregados na empresa;
  • Registros ou anotações na Carteira de Trabalho;
  • PPP (registro de trabalho contendo o histórico do funcionário na empresa);
  • Recursos administrativos;

Meu INSS

Se o seu pedido de serviço for negado, é possível que você consiga recorrer na decisão sem um advogado.

Para isso basta ir até uma Previdência Social e buscar por esse recurso após 30 dias do pedido negado.

Com isso, todos os seus documentos serão novamente avaliados e é possível obter uma resposta positiva.

Trabalho no exército:

Se você trabalhou realizou o serviço militar obrigatório e não pediu o benefício em Regime Militar ou Público, você pode colocar o período em que serviu para conta como meses para o INSS.

Meu INSS

Para isso, basta apresentar uma certidão na unidade onde os serviços foram prestados ou o certificado de reservista.

Trabalhos de autônomos para empresas

O trabalhador autônomo é o responsável pelo pagamento do INSS, por isso, quando deixa de pagar aquele período deixa de ser contado.

Meu INSS

Porém, se o trabalhador autônomo prestou serviço para pessoas jurídicas, a obrigação de pagar o INSS deixa de ser do empregado e passa a ser da empresa.

Por isso, se a empresa não fez o pagamento, o trabalhador pode ainda usar desse período para, por exemplo, se aposentar.

Para isso é preciso apresentar documentos que comprovem aquele trabalho, como recibos, impostos de renda e até troca de e-mails.

Parcelas atrasadas

É possível pagar as parcelas pelo período em que você não contribuía com o INSS, porém o pagamento não pode ser usado para aumentar esse tempo no seu registro.

Para que esse prazo seja validado, é preciso comprovar que você fez alguma atividade durante aquele período.

Essa comprovação pode ser feita através de comprovantes de execução do trabalho ou de impostos referentes a atividade, recibos ou Imposto de Renda.

Conclusão

O Meu INSS é a forma rápida e prática de você ter acesso a toda a plataforma online da Previdência Social.

Com ela, é possível realizar várias solicitações e agendamentos, garantindo comprovantes daquela ação.

Além disso, vale ficar de olho e tirar todas as dúvidas a respeito de tempo trabalhado e como validar períodos sem a contribuição junto as agências, facilitando o recebimento dos benefícios e a aposentadoria.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *